SAFERGS

Federação Gaúcha inaugura Memorial

facebook_1511055898176

À noite de sexta-feira dia 17, marcou o evento especial promovido pela FGF em sua sede. Com a presença de mais de 300 convidados, o presidente Francisco Novelletto Neto inaugurou três novos ambientes no primeiro andar do suntuoso prédio da Federação Gaúcha.

Em comemoração aos cem anos da Federação, Novelletto recebeu autoridades, treinadores, ex-atletas e árbitros do Rio Grande do Sul, além de convidados. Presenças ilustres como o governadorJosé Ivo Sartori e  o técnico Luiz Felipe Scolari que recentemente retornou da China, presidentes da dupla Grenal, atletas, entre outros, valorizaram o evento que recordou a história do Futebol Gaúcho.

Na oportunidade foi inaugurado a Galeria dos 23 Presidentes que comandaram a Federação Gaúcha neste período, o Painel de Árbitros e a Calçada da Fama na rampa de acesso no prédio da FGF que nesta primeira fase contará com 55 nomes de atletas, treinadores ou dirigentes indicados pelos clubes filiados que fizeram história nos clubes gaúchos e participaram nas conquistas no futebol do Estado do Rio Grande do Sul.

Os três árbitros gaúchos que se destacaram em suas atuações em Copa do Mundo tiveram um espaço reservado no Painel dos Árbitros, inclusive com as camisas que utilizaram na competição e agora eternizadas através do Memorial. Carlos Eugênio Simon, Renato Marsiglia e o Assistente Altemir Hausmann, foram homenageados e discursaram agradecendo a lembrança de parte da Federação Gaúcha que em seu centenário histórias múltiplas marcaram e construíram as glórias no futebol brasileiro e mundial.

O árbitro Carlos Eugênio Simon, um dos homenageados por suas três participações em Copa do Mundo, discursou agradecendo o resgate da história do futebol gaúcho através do presidente Novelletto e registrou que “a arbitragem juntamente com o futebol brasileiro passam por mutações tecnológicas que exigem um aperfeiçoamento de todos os setores. Com os árbitros não é diferente. É inconcebível que um Árbitro apite à noite em Recife, por exemplo, e no dia seguinte precisa se apresentar no seu local de trabalho em outra atividade, aqui no sul. Evidentemente que devemos profissionalizar a atividade de arbitragem e a CBF e Federações são os canais competentes para que isso ocorra”, declarou Simon.

 

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>