SAFERGS

Árbitro de vídeo é usado na final da Taça de Portugal, mas não anula nenhum lance

Foto: João Paulo Trindade/SL Benfica

O Benfica venceu o Vitória de Guimarães por 2 a 1 e se sagrou campeão da Taça de Portugal. O árbitro Hugo Miguel recorreu duas vezes ao vídeo-árbitro, mas não voltou atrás em suas decisões.

Aos 12 minutos, quando o benfiquista Grimaldo cruzou da esquerda, a bola bateu no corpo e depois no braço de Josué. Miguel deixou o lance prosseguir. No segundo tempo, aos 11 minutos, também na área vitoriana, Cervi chutou contra o braço de Josué. O juiz manteve a decisão, após consulta ao sistema.

A final da Taça de Portugal 2016/17 foi o primeiro jogo oficial em competições portuguesas a contar com recurso de vídeo.

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>