SAFERGS

Camillo participa em Cuiabá do Congresso da ANAF

IMG-20171125-WA0023

O presidente do Safergs, Rogério Luiz Camillo chegou ontem em Cuiabá(MT), onde está participando do 45° Congresso Brasileiro de Entidades e dos Árbitros de Futebol, promovido pela ANAF e Sindicato dos Árbitros do Mato Grosso (Sindamat).

O evento que iniciou ontem à noite tem seu encerramento previsto para este domingo, dia 26. Diversos assuntos serão debatidos no Congresso, entre os quais, Aprovação da Ata da Assembléia Geral anterior, Taxas de Arbitragem para o ano de 2018, Profissionalização e carreira para o Árbitro, Situação Administrativa e financeira da Entidade, Relatório preliminar financeiro da Anaf, Ação Judicial de direito de imagem, Apresentação de propostas da Arbitragem 2018, entre outros assuntos.

Esta é a primeira vez que Camillo participa de Congresso da ANAF como presidente do Safergs e já na sua estréia, vai apresentar uma Pauta de sugestões e reivindicações dos Árbitros do quadro nacional do Estado do Rio Grande do Sul.

“Antecipando este Congresso da ANAF realizei contato com os árbitros gaúchos onde foram ponderados alguns assuntos que são importantes para serem discutidos durante a Assembléia Geral. Destas sugestões selecionei oito reivindicações que irei apresentar durante o Congresso” declarou Camillo.

A Pauta requerida pelos árbitros gaúchos são estas:

a) Recolhimento da taxa referente a ANAF:

Os árbitros demonstraram que não gostariam de recolher a taxa da ANAF quando forem árbitros reservas do jogo, pois isso causa um clima chato no vestiário antes das partidas. Ainda foi sugerido que enviassem os boletos individuais para cada membro da equipe de arbitragem via e-mail. Também, que estes valores sejam cobrados por suas entidades locais, pois como o Safergs, os árbitros precisam de uma Certidão Negativa de Débitos do Sindicato para apresentar na Federação ato este que poderia também, os outros Estados fazerem.

b) Padronizar o recolhimento do INSS em todo país:

Os árbitros sugeriram que fosse recolhido igualmente em todo país o valor do INSS fazendo respeitar a Lei Federal.

c) Hotéis:

Sugeriram a revisão nas hospedagens , em razão de que alguns hotéis conveniados com a ANAF tem um custo maior daqueles relacionados na rede Booking.

d) Plano de Saúde:

Sugestão para que todos árbitros possuam um plano de saúde nacional.

e) Seguro de Vida:

Questionar a ANAF se existe ou não, Seguro de Vida, por eventual morte ou acidente.

f) Reivindicações junto a CBF:

1. Receber as passagens aéreas com maior antecedência e ganhar milhas como ocorria anteriormente.

2.Trocar as passagens sem custo ou com custo menor como era anteriormente com a empresa TAM.

3.Solicitar que a CBF homologue os testes físicos e teóricos estaduais.

g) Taxas:

Revisar as taxas da categoria dos aspirantes que foram reduzidas quando esta categoria foi extinta porém a do Master se manteve.

h) Uniformes:

Solicitação que todos árbitros ganhem uniforme e escudo, pois pegar emprestado de colegas causa transtornos, principalmente aqueles que moram no interior do Estado.

 

 

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>